Permalink

0

Insônia secundária: o que é?

Dormir mal é um problema de diversas pessoas em todo o mundo. Um grupo tem dificuldades para começar o descanso. Já outros, até conseguem iniciar seu sono, mas acordam durante a madrugada. Por isso é importante entender mais sobre essa dificuldade. Descubra hoje o que é insônia secundária.

Conhecer os detalhes do seu problema para dormir ajudará muito. Assim, será possível saber o que fazer para corrigir a fonte da insônia.

Insônia secundária: o que é?

Há dois tipos de insônia, a primária e a secundária. Enquanto a primária não tem causa definida, a outra é mais fácil de identificar. Em geral, a insônia secundária ocorre como efeito colateral de outro mal e atinge cerca de 80% das pessoas que sofrem com problemas de sono.

Algumas condições médicas, remédios, substâncias, transtornos afetivos e distúrbios do sono podem levar à insônia secundária. Logo, o tratamento deve incluir a origem do problema e sua consequência, que é não conseguir ter um sono reparador.

Sendo assim, o uso de medicamentos, intoxicação, dores, depressão, abstinência de drogas, enfermidades crônicas e ansiedade podem causar esse tipo de problema do sono.

Certas condições neurológicas ou alterações psicológicas também podem ser motivos para o desenvolvimento da dificuldade para dormir. Nesses casos, é essencial utilizar a medicação indicada pelo especialista em saúde e complementar com formas naturais para acabar com a insônia.

Insônia secundária: quais são as causas?

A insônia secundária pode apresentar diversas causas. Normalmente, ela é o efeito colateral ou sintoma de outro problema. Logo, ela se apresenta em pessoas que sofrem com transtornos afetivos, desordens do sono, transtornos neurológicos e outras patologias.

Entre as razões que causam a insônia secundária estão:

  • Depressão
  • Transtorno do estresse pós-traumático
  • Ansiedade 
  • Doença de Alzheimer 
  • Parkinson 
  • Artrite
  • Dor de cabeça crônica
  • Insuficiência cardíaca
  • Asma
  • Tireoide superativa
  • AVC
  • Transtornos gastrointestinais
  • Síndrome das pernas inquietas
  • Menopausa
  • Certos medicamentos (como teofilina)

Algumas substâncias estimulantes também podem ser a causa da insônia secundária. Entre elas estão o tabaco, a nicotina, o álcool e a cafeína. Limitando esse consumo, as dificuldades com o sono não serão mais uma rotina em suas noites.

Insônia secundária: existe cura?

Depois de saber o que é insônia secundária, uma questão que surge é se esse problema tem cura. Então, é importante dizer que esse tipo de distúrbio do sono melhora mesmo sem tratamento, se sua causa for interrompida.

Por isso, o essencial é tratar o motivo da insônia secundária. Por exemplo, se a dificuldade vier do abuso de álcool, basta parar de consumir essa bebida ou diminuir a quantidade ingerida.

Além disso, mudanças no estilo de vida também apresentam ótimos resultados no tratamento para insônia. Alguns exemplos são: dormir mais cedo, evitar eletrônicos antes de ir para a cama e deixar de beber café após as 18h.  Em casos de fontes emocionais, a psicoterapia também é uma grande aliada.

Porém, se já tentou diversos métodos e ainda não notou melhora em seu problema para dormir, há uma alternativa natural e segura. Experimente os suplementos contra a insônia.
Eles não causam efeitos colaterais ou provocam dependência. Sua função é estimular a produção de serotonina e melatonina no organismo. Use o poder da natureza para ter um sono muito mais reparador. Faça o teste hoje mesmo.

Deixe uma resposta

campos obrigatórios estão marcados * .